Pages

25 de nov de 2010


saaendo do foorno ;*

0

Guiando seu homem

Como a mulher pode usar sua inteligência emocional para conduzir a relação

No tempo das nossas avós, era lugar comum dizer que a mulher é quem segura o casamento. Depois de todas as conquistas femininas no campo profissional, pessoal, amoroso e sexual, será que ainda cabe à mulher, se não segurar, conduzir o relacionamento amoroso? Afinal de contas, a vida nos deu inteligência emocional, jogo de cintura, sensibilidade e sexto sentido. Muitas mulheres usam tudo isso a seu favor e, claro, a favor do seu casamento. Saiba como.

Persuadir e guiar o homem pode ser mais fácil que tirar doce da boca de criança. A usuária do Bolsa de Mulher Carla Carvalho acha que a mulher tem um papel importante no casamento pelo fato de ser mais terna e sensível. "Infelizmente eu não sou assim", admite ela, ciente de que é responsável por muitas brigas do casal. "Acredito que com o tempo e com amadurecimento tanto meu como da relação, vou conseguir chegar nesse ponto", diz ela, sobre conduzir melhor o seu relacionamento. "A mulher tem que se impor, mas de maneira maleável, de forma que as coisas aconteçam da maneira que ela quer mas o homem fique achando que foi ele quem deixou", exemplifica.



Adão e Eva

"É a mulher quem dá as ordens, mas para o resto do mundo incluindo para os homens , é ele quem manda", explica, garantindo que o papel da mulher como condutora da relação não é de hoje. "Por que Adão comeu o fruto proibido? Porque Eva soube convencê-lo! Mas ele achava que comeu porque quis", diz ela.

Casamento Grego


No filme Casamento Grego, Toula conta para a mãe que quer trabalhar, mas sabe que o seu pai jamais iria permitir. É nessa hora que ela e a mãe tramam uma estratégia para conduzir o raciocínio do pai de modo que ele tenha certeza de que foi ele quem teve a ideia de Toula conseguir um trabalho. O plano dá certo, todos ficam contentes e a cena é muito engraçada.

É mais ou menos assim que pensa a usuária da rede social do Bolsa de Mulher Frank, que acha que a mulher tem que ser poderosa, sem jamais perder a ternura. "Ela nunca pode perder a feminilidade e deve sempre dar uma de inocente, meiga e desentendida, pois o homem adora ser dono da situação", diz ela, favorável a deixá-lo pensando, e só pensando, que dá a palavra final. "Nós deixamos ele pensar que manda, mas no final das contas quem manda é você", diz.
Para a usuária do Bolsa Srta. Torres, esse negócio de papel de homem e papel de mulher na relação não tem nada a ver, mas cada um tem, sim, as suas habilidades. "Não acho que exista função de homem ou de mulher. Ambos são responsáveis por manter o relacionamento", diz ela, reconhecendo, entretanto, que a mulher tem mais habilidade para conduzir a relação. "O que acontece é que o homem ‘mete os pés pelas mãos' com maior frequencia e a mulher consegue lidar com as dificuldades, ou mesmo evitá-las, por ter mais jogo de cintura e ‘fatores de convencimento'", diz ela.


“Logicamente que a mulher, por suas características femininas, tem algumas facilidades que os homens não têm e vice-versa. Isso sim é o casamento, a completude que um dá ao outro”
 

Segundo a psicóloga Beatriz Amaral, a ideia de que a mulher segura o casamento está ligada ao fato de elas sempre terem sido responsáveis pela educação dos filhos e pela casa, além da submissão irrestrita ao marido. "O assunto casamento está ligado à família, à boa convivência e à harmonia do lar, sendo que estas responsabilidades sempre foram dadas exclusivamente às mulheres. O homem era o provedor, a segurança, a proteção, como se a mulher fosse a emoção e o homem a ação", explica. Para Beatriz, os homens foram acostumados a lidar com os aspectos práticos e as mulheres, com os afetivos. Resultado: nos tornamos experts no assunto. "Por vezes a mulher consegue aguentar mais os problemas do relacionamento, já que na maioria das vezes ela consegue lidar melhor com as emoções".

Mas nada de ficar com esse peso nas suas costas. A psicóloga lembra que um casamento é feito por duas pessoas e não podemos responsabilizar um ou outro pelo seu sucesso ou fracasso. "Logicamente que a mulher, por suas características femininas, tem algumas facilidades que os homens não têm e vice-versa. Isso sim é o casamento, a completude que um dá ao outro", afirma Beatriz Amaral, sublinhando ainda que os papéis masculinos e femininos estão mudando. "Hoje estamos caminhando para um mundo onde as mulheres estão aprendendo a ser um pouco mais masculinas e eles ater um pouco do feminino em suas personalidades, o que, na minha opinião, é muito positivo para ambos", finaliza.

 

 

23 de nov de 2010


ESSA É NOOSSA CARA !

1
Nuum site o qual sou cadastrada encontrei a seguite matéria:

Me ignora que eu gamo !

Bastou ele te dar aquele fora que, pronto, virou príncipe encantado?

Existem situações na vida que se repetem muito, às vezes até demais. Quando o assunto é relação amorosa, então, parece incrível: caímos sempre nas mesmas histórias. Quantas mulheres já conheceram caras legais, ficaram apaixonadinhas, começaram a sair e, de repente... o cara não está afim. Isso que faz com que elas repitam pelos clubes de luluzinha o bordão "só gosto de quem não gosta de mim". Mas basta parar para pensar que vamos nos dar conta de que repetitivo não é o destino e, sim, nossas expectativas.

Há mais de dois anos, a vendedora Gisele Camargo não sabe o que é um namoro firme. Engata um rolo atrás do outro que nunca dão em nada, só reforçam sua teoria de eterna não correspondida. "Nada passa da terceira semana. Fico a fim dos caras, mas eles me largam. Juro que não faço nada, não pressiono, não grudo, deixo bem à vontade", garante. Tanto que eles acabam indo embora. "Não consigo entender porque isso acontece. Tudo o que eu quero na vida é um namorado. É tão simples!", engana-se ela.

A secretária executiva Jaqueline de Matos é do mesmo time e ressalta o horror de ser "desistida". "Quando o cara some, aí é que eu fico querendo mais. Fico com a sensação de que não tive tempo de mostrar tudo o que eu podia e, no final, acho uma tremenda injustiça", lamenta-se.

Objetos irreais

A psicóloga e psicodramatista Márcia Homem de Mello acredita que quem "só gosta de quem não gosta" busca, na verdade, objetos irreais. "Quando começamos um caso com alguém e tudo termina antes mesmo de nos conhecermos direito, vivemos o ideal que havíamos criado. Não há tempo para esse 'príncipe encantado' ser deconstruído e virar uma pessoa real", explica. Por isso, depois de situações desse tipo, é comum vivermos a sensação de termos perdido a grande paixão de nossas vidas. Trabalhar essa decepção é a grande cartada para que a história não soe como dejá vu. "Senão a pessoa fica buscando justificativas, culpando algo vazio", diz ela. É hora de partir para outra.

 

Mas e se nessa nova empreitada surge um outro cara interessante, simpático, bonitinho, esforçado, cheio de atenção e nitidamente interessado? Pronto, seria a solução para os problemas se não fosse um detalhe: agora, quem não está a fim é você. "Eu acho que mulher gosta é de coisa difícil. Se não for complicado, pra elas não tem a menor graça", queixa-se o artista plástico Fabrício Torres.

"Eu já nem tento facilitar mais nada, nem explicitar o que eu pretendo. Nunca dá certo. Passei muito tempo apaixonado por uma mulher, fiz de tudo para conquistá-la, tenho certeza de que daria tudo o que ela queria e ela mesma sabia disso. Mas, claro, ela queria era ficar com o outro que mal a conhecia, que ficava e largava, não dava a menor atenção. Sofri muito. No final, tive que me contentar em ser só amigo", lamenta-se. Cá entre nós, qual mulher nunca cruzou mesmo com um homem bonitinho, fofo, simpático, atencioso... e só?


Baixa autoestima

As causas para a recorrência desses episódios na vida sentimental podem ser muitas. Uma delas, provavelmente a mais comum, mora na autoestima, de acordo com a psicóloga Mariana Santiago de Matos, especialista em relacionamento amoroso. "A menos valia, a sensação de não merecimento de tanto carinho ou atenção pode ser um dos motivos, mas existem muitos outros fatores, como as restrições que o excesso de idealização do parceiro proporcionam", comenta ela.

O primeiro passo, no entanto, para entender as razões desse processo é se dar conta da reincidência de episódios. "Se a história se repete sempre, é sinal de que há algo errado. Refletir sobre carências e idealizações é um bom começo para buscar uma vida amorosa que se imponha menos restrições e ideais", conclui ela.


22 de nov de 2010


ESSA É POLÊMIICA !

2
Geente tava daando uma olhada nuum site muito legaal e encontrei a seeguinte reportageem, veejam com atenção e digam o que acham !


O prazer anal dele

ATENÇÃO: ESTE CONTEÚDO POSSUI TEOR SEXUAL E É IMPRÓPRIO PARA MENORES DE 18 ANOS.

Em um episódio de Sex and The City, Miranda se envolve com um homem que gostava de cunete, isto é, sexo oral no ânus. Começou fazendo no dela e, no encontro seguinte, insinuou que gostaria de ter a carícia retribuída. Miranda declinou. É claro que o pedido virou assunto entre ela, Carrie, Samantha e Charlotte. Carrie disse não ser fã. Samantha, que preferia ganhar a oferecer. Charlotte, então casada, se disse adepta da prática e garantiu que Tray adorava ser estimulado na região. Se estivéssemos em Nova Yorque, dividindo a mesa com Carrie e companhia, qual seria a sua opinião sobre o tema? E a do seu namorado?

A usuária da rede social do Bolsa de Mulher Márcia Oliver se alinharia com a Charllote. "Sempre que estou fazendo preliminares no meu parceiro, procuro ir além. Adoro acariciar essa parte do homem", conta ela, se dizendo animada só de pensar. O namorado não demonstra tanta empolgação. "Ele até deixa acariciar, mas não permite que eu vá muito longe", revela Márcia, certa de que entre quatro paredes vale tudo. "Se os dois gostam deixa rolar", diz.

Já Sandra, também participante da nossa rede social, conta a sua experiência: "Morria de vontade, mas meu marido nunca havia pedido. Mesmo assim, eu tinha certeza de que ele sentiria prazer porque é uma região do corpo que é igual à nossa. Então, se a gente gosta, eles também gostam", teoriza. Adivinha o que aconteceu? "Ele adorou! Fiquei feliz por ele ter gostado e acho que é um carinho para se fazer às vezes, assim como gosto que ele faça em mim. Entre um casal, trocar prazeres é trocar amor", diz ela.


Preconceito

A usuária Cacau estava vendo um filme em que a mulher penetrava o parceiro. "Meu marido notou que fiquei interessada e excitada com a situação. Então, sugeriu que eu o penetrasse. A primeira vez o penetrei com o dedo e foi muito bom. Um belo dia compramos brinquedinhos de forma que eu podia assumir a posição de ativa na relação. Foi melhor ainda", revela, acrescentando que isso não tem nada a ver com homossexualismo. "Respeito a opinião de quem não quer experimentar, mas afirmar que um homem é gay por se deixar penetrar pela parceira é preconceito", acha ela, que está aprendendo a se soltar mais na cama.

Segundo o Psicólogo e Pesquisador do Instituto Paulista de Sexualidade, Diego Henrique Viviani, o prazer é uma sensação completamente subjetiva. "Cada homem e cada mulher irá sentir sensações prazerosas de acordo com seu próprio repertório, algo construído ao longo dos anos através de suas experiências", explica ele, salientando que existem locais que apresentam maior quantidade de terminações nervosas e que possibilitarão uma maior sensibilidade, mas é necessário perceber como cada pessoa entende isso. "A glande é uma das áreas onde a maior parte dos homens dirá que existe maior excitação, mas existem casos em que homens dirão que estimulação diretamente lá causará aversão em vez de prazer", exemplifica o psicólogo.

Diego cita alguns estudos que dizem que o ânus e o períneo são lugares altamente erógenos, porém temos que nos atentar ao que cada homem entenderá como prazeroso. "Nossa sociedade prega que estimulação anal é praticada somente por homossexuais, o que não procede. Mas se um homem passou a vida com este tipo de ensinamento e tomou isso como parte de sua realidade, muito provavelmente entenderá isso como estímulo aversivo, invasivo, tendencioso", explica o psicólogo, esclarecendo que o prazer através da estimulação anal pode acontecer e ser bem sucedido, mas deverá acontecer de forma consensual. "Caso contrário não estamos falando de proporcionar prazer e sim de violar a confiança, invadir territórios e crenças", afirma.

Para Diego, o tema envolve a liberdade de expressão da sexualidade de cada um. "Se por algum motivo a parceira acreditar que isso seria bom para relação, a melhor coisa a fazer é perguntar se pode ser tentado", sugere.

Uma coisa é uma coisa

Gostar de estímulos em uma parte do corpo não determina a preferência sexual de uma pessoa. "Quando falamos de homossexualidade falamos de desejo sexual por pessoas do mesmo sexo, ou seja, não pura e simples estimulação localizada feita por uma pessoa do sexo oposto, em quem confiamos", explica Diego, ressaltando a importância de se ter uma boa comunicação. "É preciso ter confiança e cumplicidade para que essa possibilidade possa ser explorada de maneira saudável, sem preconceitos e receios", conclui.

18 de nov de 2010


desamores&amooures

3
É verídica aquela frase que diz: “ Só damos valor as pessoas, quando as perdemos.”
Tirei essa conclusão a partir de um fim de relacionamento. Passei mais de dois anos namorando um gaaroto, com o qual perdi a virgindade, engravidei, morei junto, e em todo esse tempo que estive com eele nunca consegui me senti, sob todos os pontos de vista, segura e confiante, ele nunca percebia nada de bom que eu fizesse, mas se algo fosse ruim para ele, logo percebia. Com ele eu nn. me sentia livre para nada, me afastei de tantas e tantas amigas, algumas já nn. se sentiam bem em sair comigo, com receeio dele brigar comigo etc.
Passei momentos bons com ele, porém, tão pouco comparado aos momentos ruins que tive junto ao mesmo.

Por várias vezes terminamos, e por várias vezes voltamos, inicialmente era tudo ótimo, depois tudo voltava a normalidade, as brigas eram constantes, ele era muito ciumento e nn. entendia a minha necessidade de estar com as minhas amigas, no entanto, quando era ele que queria sair com os amigos dele, eu nn. podia nem reclamar, pois ele “sempre estava ceerto e eu era sempre a errada”, com isso cada vez mais fooi desaparecendo qualquer sentimento que eu tinha por ele. Daí começou a pior parte, as traições, ele começou e eu continuei, e assim foi, uma série de traições aconteceram, porém, nem assim nos separamos, nn. que eu nn. quisesse, mas sentia uma forte pressão sobre miim, era a minha mãe, que sempre foi por ele, e ele que vivia atrás de miim, chorava e me implorava pra voltar, na verdade, eu voltava mais por pena dele.

Contudo, em momento algum mudamos, eu já nn. queria continuar, com isso, pra mim qualquer briga era ganho, quanto mais se desgastava o relacionamento mais eu viia que nós nos distanciávamos, e mais sentia a minha doce liberdade voltando.

Com um tempo ele passou a apelar para a agressividade, foi quando eu percebi que nn. dava mais, só que nn. conseguia terminar com ele por que, agora, sentia medo, e isso me corrompia, já estava a ponto de explodir, era insuportável o sentimento que eu tinha, era raiva, era tristeza, solidão, era terrível, tudo isso me consumia.

Foi então que ele viajou, e isso foi para mim, muito bom, por que sentir-me livre, podia agora sair com as minhas amigas sem receio algum. Falávamos-nos bastante pela internet, percebi que eu estava tão mais feliz sem ele que nem sentia ciúmes, nem ficava irritada com as festas que ele freqüentava. Só que ainda havia um problema muito grande, ele iria voltar, e o que eu faria quando isso acontecesse ?! Então comecei a procurar motivos para terminar, pois ele nn. entendia quando eu dizia que nn, queria mais continuar com o namoro, que nn. gostava mais dele, simplesmente agia como se eu nn. dissesse nada, por isso, qualquer coisa eu discutia pelo telefone e terminava, ate então eu nn. tinha estado com nenhum outro homem, quando se aproximou o dia de ir buscá-lo no aeroporto, comecei a me sentir mal, pois já estava com medo novamente, fiquei com um menino 2 dias antes dele voltar, e fiz com que ele soubesse disso, só que ele só soube quando voltou, e apesar de ter brigado, discutido e terminado comigo, ele nn. suportou e veio novamente me procurar (akee.é.só.sucesso), e começou a me atormentar, começou a inventar várias coisas sobre mim tanto a minha mãe quanto a meu pai, e dae eu voltei para ele para que ele desmentisse tudo o que inventou, pois senão perderia total credibilidade com meus pais. E mais um vez, tudo voltou a ponto 0. Passaram-se os dias, e então no dia 23 de junho de 2010, para felicidade miinha, brigamos feio, e apesar dele ter me dado dois murros , e ter estourado minha boca toda por dentro(#tenso), nós terminamos D.E.F.I.N.I.T.I.V.A.M.E.N.T.E.
Nuunca me senti tãao bem na minha vida, toda a minha liberdade estava nas minhas mãos novamente, e agora eu saberia que nn. podia mas deixá-la nas mãos de mais ninguém, ela me pertencera e seria somente miinha.

Como era época de São João, e festa ée festa, entãao deixei-me levar pela emoçãao e acabei “aprontando” deemais, maas normaal, acontece, independentemente disso, fooi o melhoor São João de toodos .

Passou-se algum tempo, algumas festas, novas pessoas, novos objetivos, tudo novo, agora, mais forte, eu sabia que tiinha que buscar a minha valorização pessoal, então, me privei de festas. Parei para pensar nas coisas que eu andara fazendo e em que elas me beneficiavam, então deletei todas aquelas que apenas me traziam malefícios ou eram inertes.

Então, quando menos esperava, me apareceu “aquele” a quem eu nunca dei muito apreço, a quem apesar de conhecer a um extenso tempo, nn. tiinha muita amizade. Apareceu-me num momento tão difícil, tinha acabado de me iludir com um “garotinho” ( o qual nn. citei por que nn. vejo importância dele nessa história). Inicialmente nn. queria muita aproximação, pois ficava comparando ele com a turma em que ele se situava, todos cafajestes, idiotas e infantis. Fiquei com ele uma noite e então pensei em nn. ficar mais, por que ele era muito pra frente, era como se ele pensasse em mim como mais uma dessas pirigueetes que ele pegava e já partia para “o ataque” .

Num momento tenso meu, quando me senti muito triste, ele apareceu e me estendeu o braço e com poucas palavras senti que ele era tudo o que eu precisava.

Com ele continueei ficando, até que começamos a namorar.

Então, com ele eu me senti (e ainda me sinto) A. B. S. O. L. U. T. A. M. E. N. T. E. feliz, e seei que nele posso confiar (e confio), e graças a Deus sou a pessoa mais feliz do mundo, por que, agora mais do que nunca, tenho tudo que mais queria nas minhas mãos, tenho liberdade, tenho amor, paz, carinho e alguém para amar e ser amada.
Pela primeira vez na minha vida, consigo fazer planos para uma vida inteira sem que alguém duvide da minha capacidade, muito pelo contrário, tenho agora pessoas que admiram e me ajudam nesses meus planos, pessoas com as quais desejo compartilhar todos os melhores momentos, são estas que vão estar sempre na minha vida e serão sempre lembradas com o maior carinho.

E agora, chegando ao ponto decisivo da história, vejo como aquele que me fez sofrer, hooje me olha com um semblante de arrependido, vejo como a minha felicidade dói a vista dele, e agora isso nn. me comove mais, pois simplesmente vejo ele como um simples desconhecido.
Sabe por quê? Por que as pessoas só dão valor às outras quando as perdem.


3bêeijoos e intée a próxiima ;*

Reealmente, nn. mudam!!

0
Algumas coisas não mudam nunca, por exemplo, os homens, eles são até hoje a mesma coisa que era há séculos atrás, continuam sendo cachorros, safados, autoritários, mentirosos, insuportáveis, etc.
Porém, agora são mais gostosos (claro que com a evolução da academia, e querendo ou não, dos anabolizantes, os homens de hoje são mais afeiçoados #fato), mas a verdade é que apesar de tantos defeitos nós sempre damos muito valor a eles.
Eles mentem com a maior cara lavada, nos irritam por qualquer coisa que façamos, falam de tudo (até do esmalte que a gente usa), adoram nos tratar como empregada (mesmo que nem percebamos) e ainda reclamam.
Se somos boas demais eles reclamam, se somos ruins eles reclamam, vai entender esses homens viiu ?! #tenso

Tem horas que eu penso até em me tornar uma homossexual, mas poxa, só de imaginar tendo aqueles bracinhos finos me agarrando, chega a me dar náuseas, a verdade é que apesar de tudo, ainda prefiro aqueles braços fortes e aquela “pegada agreste” desses homens [/a.d.o.r.o.o.o]. No final das contas somos um bando de bobas, e não resistimos a esses miseráveis, idiotas, sem nada na cabeça, chatos, safados, gostosos, cheirosos, de pegada agreste, de beijo enlouquecedor... Acho melhor eu parar por aqui, senão o bicho vai pegar, e não vai dar pra me controlar...

3beeijôos e intée a próoxima ;*

[/FIM.DE.SEMANA

3
Affs geente, imaginem, eu uma meniina tãao meeiga, tãao doce, tãao caalma, “se estapiando em meio a praça pública” ?! Apeesar disso nn. ter acontecido, quase iria, isso, supostamente, por causa de um meenino “ tisgo”, feeinho, esquisito, todo seeco, daava ate pra veer os ossos, coitado, mas sim, a situação foi a seeguinte: estava eu e uma amicíssima minha na praça, como nn. haviia muitos lugares para sentar estávamos esperando alguém liberar um banco legalzinho, foi quando duas meninas e um menino sairam do banco, aí sentamos née?! Afinal de contas, “quem sai da mesa perde a cadeira”. Boom, até aí tudo bem, depois fomos tomaar um “refri” nuum barzinho por ali mesmo, quando, depois de muito tempo, voltamos para a pracinha, só que aquele pessoal que eu citei aí em cima, que tinham saído do banco, estavam bem na frente da pracinha, como nn. havia onde sentar, eu e a miiinha “beest” ficamos no meesmo lugar que eles, só que um pouquinho mais distante, também por que o meu namorado estava no barzinho da frente e eu estava afim de ficar à vista dele. Bom, tava rolando um som massa por lá, como eu e a Luana ( miinha best ) estávamoos um pouco constrangida de dançar, ficamos olhando a galera, inclusive aquele grupinho do lado da gente, depois eles sairam e mais uma vez fomos para o lugar deles, eles voltaram e aee começou a noos olhar estranhamente, só que a gente nn. ashava nada de diferente nisso, até que uma menina chamou a minha amg e disse que as meninas estavam querendo brigar comigo #tenso , dizendo que eu estava dando em cima do namorado de uma delas, eu nn. me dei com isso, morri de riir, até poq o meu namorado estava um pouquinho mais à frente, na certa elas asharam que eu estava ali “ dando de bic” pra elas ou paquerando o tal meenino. Já no horário de levar a minha best em casa, eu fui falar com meu namorado que eu ia embora, ele foi comigo e a Luana. Quando passamos por esse grupinho eles ficaram só olhando, e a menina que cismou comigo ficou só olhando pra mim e meu namorado, mais tarde eu descobri que essa menina era afim do meu namorado e que ele tinha dado um fora neela por que já estava namorando comigo e que ela sabia que era comigo que ele namorava, entãao eu deduzi que ela taava fooi com door de cotoveelo #faato .

E o maais engraçado foi ver a Luana faalando pra mim : “Nizete corre pra a gente não apanhar” !!

Posso faazer naada por ela, pra melhorar eu voltei com meu namorado e ficamos bem em frente a ela (juro que eu nem queria ficar lá, pra ela nn. ashar que eu estava provocando , mas meu namorado feez questão), o engraçado ée que ela nn. tirou os olhos da gente, eu neem “tchum”.

Eeei, você. Você meesmo que ta lendo isso akee, me digaa uma coisa, tuu aasha que euu voou ficaar me rebaixando por uma meenininha que neem se garante, aa me poupeee viiu, ella nn. váa catar coquiinho nn. fica aee !! Concorda ??!!

DIAS NUBLADOS

0
Em algum dia de nossas vidas nos sentimos confusos, sentimos que é necessário tomar uma decisão, notamos que é hora de mudar, de fazer as coisas diferentes para que se haja um aproveitamento instantâneo e/ou futuro; sabemos que algumas coisas, simplesmente não acontecem, por nossa falta de ação, ou por uma má conduta. Esses são aqueles dias que costumo denominar “dias nublado”. Nestes dias, nos sentimos tão pesadas, sentimos uma forte pressão sobre nós, então vemos que tudo que nós fizemos realmente deu resultado, não importa se bom ou ruim, mas deu algum resultado, e então, agora, se ruim, vamos buscar estratégias para modificar o que levamos tempo para construir. Vendo isto num campo financeiro, buscamos medidas econômicas, que vão remediar algo que por uma negligência nossa, se esvaeceu. No campo mental, vamos buscar por algo que nos limpe a mente, algo que vá eliminar as nossas preocupações, nossas angústias, nossas ansiedades, todas estas coisas acabam por atormentar nossas mentes. E por fim, o campo sentimental, este é um tanto complicado em lidar, mas nós o ajustamos com um pouco de paz absoluta, com muita reflexão e com muito cuidado. Assim vemos do que nós realmente gostamos, pois se não houver amor ao se fazer ou ao se ter alguém ou alguma coisa, é impossível que se haja sucesso num relacionamento, seja ele com fins econômicos, de reabilitação mental ou sentimental.


Por fim, digo-lhes que se deve ter a máxima de cautela em lidar com todos estes assuntos, para que não haja mais “dias nublados”, e então assim, se possa viver em harmonia consigo mesmo.

13 de nov de 2010


DIVULGANDO PAARA AS MEENINAS ESTOURADIINHAS http://nossomundodebobeiras.blogspot.com/2010/11/naada-melhoor-do-quee-algueem-pra-lhe.html

0

DIVULGANDO PAARA AS MEENINAS ESTOURADIINHAShttp://nossomundodebobeiras.blogspot.com/2010/11/naada-melhoor-do-quee-algueem-pra-lhe.html

Answer here


Tom e jerry ou piu piu e frajola ?

0

PIU-PIU & FRAJOLA

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


Pica pau ou bob esponja ?

3

BOB ESPONJA

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


Gosta da manu gavassi ? (se não conhece se voõç é totalmente desatualizado)

1

deela neem um pooouco, e daas músicaas, só umaa

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


Que horas são ?

0

sãao exatamente, pelo horário da Bahia, 15:56 .

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


Ja estudou em quantas escola diferente ?

1

umaas 8

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


naada melhoor do quee alguéem pra lhe amaar ;*

0
eeita, eu tô, ultimamente, tão apaixonada, aiii  [/ée.amoor
sóo peenso neele, só faalo neele, só .... com ele, dentre outras cositas maais...

maas nn. pensem que tenho um relacionamento perfeito, teemos muitaas divergências, só que conseguimos lidaar com elas da maneira mais madura possível, pooois, nos tempos de hooje, penso ser inadimissível aqueles tipos de ceeninha, que roola discussão, em que (geralmente) a mulher sai gritando feito uma louca, e o homem (geralmente) ignora, e ainda a faz de cachorrinho, ou começa a agredi-la moral ou ficamente ' #teenso'

poor isso , digo-lhes, que sejam mais pacivas e tentem achar a melhoor maneira de lidar com as situações, pois o homem ignora qualquer tipo de grosseiria, e vaai usar isto como arma, para poder lhe devolver da mesma maneira.

agoora vou descansar por que o diia fooi puxaado deemais,  fiquem em paaz e muita PACIÊNCIA & MATURIDADE.

coomo diiz uma amg miinha: 3beeijôos

12 de nov de 2010


O que tem vontade de fazer, mas não tem coragem?

0

me joogar da poonte ;8

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


Você prefere o errado fácil ou o certo difícil ??

3

certo dificil ;*

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


Seguindoo,seguee ?

0

seeguindo jáa ;*

Sente e se sinta a vontade para perguntar? Quer uma xícara de chá?


ee quando veem cheegando ...

0
ee quando o veento já sopra maais forte, maais frio, percebo que a noite veem chegando. Nooite, essa, que me faaz delirar, que me desperta o gosto bom do amor, e que aceende as chamas da paaixãao, desperta deesejos e tudo de maais goostoso e excitante ...

Nooite que traaz utilidade aos nossos corpos quentes e que faaz com que dois e dois seja um e nn. quatro.

Coomo ée boom sabeer quee se há com quueem compartilhaar tooda essa faantasiia, e que, com esse alguém , estas fantasias serão, como um todo, realizadas.

Docee aar da peerfeeição é a nooite. Quee saudade teerei quando sentiir os primeiros raios de luz do dia refletindo nos meus olhos e tocando a miinha peele, neste momeento saberei que tooda a fantasia será tomada pelo amargo gosto do nosso cotidiano, das nossas pressas, das nossas preocupações, enfim... ée quando toodo o doce da vida dá uma longa paausa  !!

Fiqueem em paaz meeus amoores e aproveeitem a nooite  ;*

MINHA PLAYLIST

0
NN. CONSIGO PARAR DE OUVIIR

ACESSEM E BAIXEEM A MÚSICA:
TEMA DE CATARINA E PEDRO - MALHAÇÃO

http://www.4shared.com/audio/-DP6LS5g/Greice_IVe_-_Seu_Olhar.htm

FORRO DO MUÍDO

http://www.4shared.com/audio/qkYtOAcK/EU_ODEIO_AMAR_VC_-_FORR_DO_MUI.htm
 http://www.4shared.com/audio/bm7kJtx3/03_-_Forro_do_Muido_-_Chora.htm
http://www.4shared.com/audio/V_cA8TcD/Forro_do_muido_-__Um_Tal_De_Bl.htm

EXALTASAMBA

http://www.4shared.com/audio/sJlMXfIy/Exalta_samba-Ta_vendo_aquela_l.htm


Zezé de Camargo e Luciano
http://www.4shared.com/audio/fNNG1vhz/Zez_di_Camargo_e_Luciano_-__Me.htm

Esses hoomens ?!

0
Sincerameente, ninguém merece ficaar ouvindo aquela ladainha de namorado née (ele vive falando que vs deve entrar na academia, só pra nn. ser direto e dizer logo que vs está gorda)?!  QUEE POH.... affs táa ashando ruuim procuura outra, por que isso aqui ée excesso de gostosura ( ée claro que eu tbm nn. soou tãao cheinha, fico na base da "fofinha"), aí chega ele e diz que seria bom se eu entrasse na acadeemia, sabe o que se faz nuuma situação dessa ?! [/MANDA.ELE.PAGAR.A.MENSALIDADE.DA.ACADEMIA] ou eentão [/MANDA ELE CAATAR COQUINHO].
Se deer muito espaço queeridinha, daqui a pouco ele já vai estar mandando vs mudar o penteado, corte e cor dos cabelos, vai dizer como que que fique suas unhas, vai escolher até o brinco.


HAHA' COOMIGO NN. VIIU QUERIDINHO, VAAI PROCURAR UMA BOBINHA !!

11 de nov de 2010


Duas dúvidas sobre primeira vez

0
eem um site de garootas alguumas meniinas enviaram a seguinte dúvida :
“Eu queria saber qual é a melhor posição para a primeira vez!” Será que tem uma específica?

A especialista responsável por este artigo respondeu da seguinte maneira :

• A POSIÇÃO – Não há uma regra! Isso eu falo sempre por aqui, mas no fundo não há mesmo. Talvez a dica para escolher uma melhor posição pela primeira vez é optar por aquela em que você ficar mais confortável. Pode ser a clássica “papai-e-mamãe”, em que a menina fica deitada por baixo e o menino por cima, ou outra: os dois de lado; ou ela sentada por cima dele etc.

• O MOMENTO E O ROTEIRO – Não há muito como fazer um roteiro para o momento dessa primeira vez. As coisas vão acontecendo na hora, e se modificando. O importante é ter em mente algumas questões básicas, como a importância de: 1. estar realmente a fim; 2. usar camisinha desde a primeira vez e 3. usar algum outro método anticoncepcional, como a pílula.

• O USO DE CAMISINHA – Isso é importantíssimo! Desde a primeira transa, o garoto e a garota precisam estar de camisinha, tanto para a penetração vaginal como para o sexo anal e o sexo oral. Essa é a única forma de vocês ficarem tranqüilos em relação à possibilidade de contaminação com as doenças sexualmente transmissíveis. Usem camisinha! Quando não tiver nenhuma por perto na hora, melhor adiar um pouquinho a transa e retomar no momento em que o preservativo estiver à mão.

• O USO DE ANTICONCEPCIONAL – A partir do momento que a menina teve sua primeira menstruação, isso significa que o corpo dela já está amadurecendo óvulos. Ou seja, que ela já pode engravidar. Então, não dá para fazer sexo sem, antes, escolher um método para evitar a gravidez. Vá ao médico ginecologista e escolha com ele. Em geral, o mais usado é a pílula com baixa dosagem hormonal. Essa pílula aliada à camisinha compõe a dupla infalível para o sexo saudável, seguro, responsável e prazeroso. Aproveite! 

• O PRAZER – Em geral, o prazer vem de um jeito muito gostoso quando a gente decide que está na hora de ter a primeira transa e se prepara direitinho fazendo o que conversamos aqui, além, claro, de escolher uma pessoa bacana e especial para estar ao lado. Prepare-se! E na hora H, aproveite e não fique com cobranças nem encanações. Ninguém nasce sabendo tudo sobre sexo. E é uma delícia ir aprendendo aos poucos! Vá ao seu ritmo, para viver de um jeito mais tranqüilo essa iniciação sexual.


Virgindade, namoro e religião
“Tenho 18 anos e há pouco tempo conheci um rapaz que me fez mudar muitas coisas em mim. Fui criada em igrejas e sempre ouvi que a hora certa de fazer sexo é depois do casamento. E que se fizer antes estaria 100% errado. Isso me faz pensar muito! Será mesmo? Já conversei com ele sobre isso logo no início do nosso namoro. Contei que queria casar virgem, mas a cada dia vejo como isso está se tornando impossível de acontecer. Meu medo é de que esteja muito cedo ainda, pois nos conhecemos há um mês. Estava pensando em transar mas não agora, depois de alguns meses ou até mesmo de um ano. Mesmo estando apaixonada por ele, penso: ‘Um mês é muito cedo’. Nossos amigos não pensam assim. Como eu posso me sentir mais segura em relação a isso? Como saber a hora certa? E se eu me arrepender depois?” Ufa! Quantas questões! Mas vamos lá com calma:

• O TEMPO CERTO – Você contou que acha um mês muito pouco tempo para já transar com o namorado e que seus planos são de esperar um pouco mais. O que há de errado nisso? Nada! Cada pessoa faz os planos que quiser para a própria vida! Ninguém melhor do que você para perceber e sentir qual a hora certa para a sua primeira transa. Essa primeira vez é um marco na vida de qualquer pessoa. Então, escolha com calma, cuidado e atenção essa sua hora. Não faz mal se tiver de adiar, nem se os amigos ou o namorado ficam insistindo para você mudar de idéia. O que diz a sua voz interior? Ouça-a. Assim é mais saudável e prazeroso.

• O ARREPENDIMENTO – Quando a gente respeita os próprios limites, é mais raro se arrepender de algo. Pelo que você conta, a questão da virgindade sempre foi algo importante e cheio de regras na sua vida. Uma delas: que o correto seria casar virgem. Esse pensamento cedeu lugar a outro: que o mais adequado é fazer com alguém por quem você se apaixonou, mas só quando o namoro já durar por volta de um ano. Esses são os seus limites e precisam ser respeitados. E é você quem tem de respeitá-los acima de tudo! Então, respeite-se, para poder viver as experiências de uma forma mais tranqüila e sem arrependimentos.

• A QUESTÃO RELIGIOSA – Cada religião tem um jeito de encarar o sexo e a sexualidade. Qual a mais certa? O que está 100% certo? O que está errado? Não dá para dizer! Cada pessoa tem a sua religião, e acredita nela e a segue à sua maneira. Os questionamentos surgem sempre. E aqui, mais uma vez, cada pessoa precisa ir buscando as próprias respostas! Ou seja, é importante buscar o que faz mais sentido para você. E isso vale em relação ao sexo também. Você precisa ir buscando o seu jeito de lidar com os significados do sexo e com a prática sexual. Siga as idéias que já estão em você lá no fundo. E se algo não sair como o planejado? Isso também faz parte da vida, das descobertas e dos aprendizados. Não se cobre a perfeição, porque isso não é possível! Vá com calma consigo mesma.  



Agoora aa respostas da mulheeres aos hoomens (devem ter sido eles, para falar das nossas combinações, née?!)

0
HOMENS:
  1. O trio mais famoso do que o do McDonalds: pochete, bermuda jeans e sandália papete. Se vier acompanhado do celular (na capinha) na cintura então. É caso para fingir que não conhece.
  2. Blazer com gola rolê por dentro. É o figurino preferido de 10 em cada 10 novos cabeleireiros recém bem-sucedidos na cidade. Esse tipo acha esse conjunto o uniforme da "elegância". Geralmente abrem salão na cidade com os nomes de Roberto s Coiffeur, Cabral s, Antonio s e por aí
    vai.
  3. Sapato social de "franjinha" (veja imagem ao lado) (aquele detalhe de penduricalho em cima). Se for curto a ponto de aparecer a meia branca por baixo, a coisa beira a piedade. Esse tipo fica ótimo num dublador de Michael Jackson cantando "Billie Jean".
  4. Calça de cintura alta, a chamada "Saintropeito". Cuidado com os testículos! Eles não têm culpa se você se veste mal. Gerentes de churrascaria rodízio costumam adotar esse visual acompanhado de uma vistosa camisa vermelha de seda javanesa.
  5. Perfume KOUROS (veja imagem ao lado) (Yves Saint Laurent). Num acampamento pode ser usado como repelente (pena que até dos seus companheiros de viagem). Um cara que usa esse perfume se torna inesquecível. O trauma nas pessoas ao redor é irreversível.
  6. Essa vai doer em muito "Maurício" mas é a minha opinião: Casaquinho de lã jogado nas costas e amarrado na frente. Esse visual geralmente vem acompanhado de um cabelo arrumado pela mamãe a "La Roberto Justus". Tem solução, mas tem quem ser mudado ainda na infância ou no máximo adolescência. Depois fica difícil.
  7. Unha suja (e sem cortar). Se você não for o mecânico Pascoal da novela "Belíssima", pode ter certeza que brochará sua namorada ou pretendente. Caso seja bonito como o Gianechinni, ela será somente um pouco mais tolerante. Entretanto, irá pedir para limpa-las assim que acabar a noite de fetiche com um desleixado.
  8. Base incolor na unha. Triste amigo. Só limpar e cortar já é suficiente. Cuidado se tem esse hábito, pois daqui a pouco estará pedindo "francesinha" no salão.
  9. Fazer sobrancelha. Se for tirar um fio maior, ok. Agora, se for limpar e afinar nas extremidades, é melhor tomar cuidado. Daí para usar rímel e delineador é um pulo. Não estranhe se vier uma vontade incontrolável  de chamar um amigo de infância para assistir "Brokeback Mountain" comendo  pipoca light.
  10. Cueca furadinha tipo antiga Adams de cor (vermelha, amarela, marrom,etc...). Amigo, por favor, treine tirar a calça puxando a cueca junto. Nenhuma mulher no mundo agüenta esse choque visual. Se ela vir a sua cueca é provável que você fique na mão (literalmente).

Geente acheei isso no e-mail do meeu paai, é uma lista do que não usaar, adoorei ;*

1
MULHERES:
  1. Usar esmalte com uma florzinha (ou estrelinha) (veja imagem ao lado) em uma das unhas combinado com a outra mão (no pé já é caso de internação).
  2. Salto de acrílico (a não ser que vá fazer um filme pornô ou agradar o namorado fetichista).
  3. Lente de contato colorida. Essa é uma das tenebrosas campeãs. Além de dar uma enorme vontade de lacrimejar de aflição (para quem está de frente com o ser), parece que estamos diante de uma personagem do próximo filme do X-Men.
  4. Meia-calça cor da pele, tipo Kendall para o inverno (a não ser que tenha mais de setenta anos ou use debaixo da calça em caso de frio extremo). Em hipótese nenhuma deve ser usada com saia e sandália aberta.
  5. Calça justa demais, que aperte as partes íntimas (fica parecendo uma pata de camelo).
  6. Descolorir os (muitos) pelos da barriga, o famoso "caminho da felicidade". Melhor depilar, caso contrário, é melhor procurar um namorado que tenha colocado blondor no bigodinho. Farão um lindo par.
  7. Unha do pé grande, maior do que onde termina o dedo, além de ficar muito feio pode ser um perigo fazendo "carinho" com o pé, no marido ou namorado. Se estiver solteira, vá a praia de meia.
  8. Calça jeans com muitas aplicações (rosas coloridas, tachas, strass, etc.). Tudo em exagero polui o visual e esse tipo de calça tem muita informação. Usada junto com o ítem 2 é uma das piores composições. Se pretende sacanear algum namorado (ou ex), chame o para jantar ou dançar, e vá assim.
  9. Perfume Paris (veja imagem ao lado) do Yves Saint Laurent. Se não estiver na terceira idade não tem desculpa. As pessoas ao redor não merecem isso e nem todo
    mundo carrega neosaldina na bolsa. Usar no verão então, é sadismo.
  10. Calça legging com tamanco de madeira. Se você não estiver numa refilmagem de "Grease nos tempos da brilhantina", use outra maneira de
    chamar a atenção. Há outras (e muito melhores) maneiras de um cara te achar gostosa.

Doce Ilusãao ;*

0

E quanto tempo mais permanecerei com a dúvida?!
Agora, no entanto, estou mais feliz, confiante, acredito que você sinta, realmente, algo por mim, mesmo que não seja aquilo que chamamos de "amor", mas sei que sente algo brotar dentro de você.
Ao passar destes dias, sinto a toda hora uma vontade de estar com você, não porque é algo automatico, mas sim, porque eu quero estar com você.
Não entendo essa sua indiferença de vez em quando, porém, sei que faz parte de um estudo mental, conheço você a tão pouco tempo, mas já conheço tuas "manhas".
É tão meigo, quando quer, e muito misterioso, também quando quer.
Sabe me conduzir, não por que você quer, mas, novamente, porque eu deixo que me conduza, é interessante quando acha que você é o meu centro das atenções. Também é interessante quando, de repente, você não consegue obter algo de mim, ao qual tinha a mais certeza de que conseguiria, no entanto, pego de surpresa, por que simplesmente ajo com a maior indiferença.
Se você soubesse pelo menos da metade das coisas que penso em relação a nós dois, (risos) imagino seu rosto coberto de entusiasmo !
E, quando você me olha tão intensamente, chega a me deixar estonteante, ai amor, se você soubesse de tantas e tantas coisas que me causam euforia quando você as faz, mas deixo você fazer quando as quer, sem que perceba que estas são-me adoradas, para que assim eu saiba que realmente são feitas por sua vontade, sem outras intenções, sem que pareça estar persuadindo-me.
E finalmente, se soubesse que a cada dia você deixa um pouco de si em mim, e um pouco de mim fica contigo, hum, aí você saberia que o que eu pretendo ter com você não é apenas um mero romance, mas um relacionamento amigável, confiável, amoroso, apaziguado, sabido, sempre com a meta de crescer, juntos, crescer.


Especiialmente para o meu namorado ;*

0
Ai meu Deus, muito obrigado por colocar este homem na minha vida, algo tão inexplicável tem acontecido desde que permitir que ele entrasse na minha vida, não sei explicar do que se trata, mas sinto-me bem, é confortável, é realmente gostoso, ele me incita, ele me regenera, faz-me sentir adorada, ele possui uma sabedoria invejável, ele consegue fazer-me esquecer os problemas, e o pior é que eu sei que, na verdade, eu causo isso, mas ele fez-me dar o primeiro passo para que tudo isso acontecesse, é como se ele me transmitisse uma força, e esta perene força se estabelece em mim, e faz-me sentir revigorante, capaz de enfrentar qualquer coisa.
Ele me dá força para poder enfrentar os meus problemas sempre de cabeça erguida, sem deixar que eu fraqueje em algum momento; ele me dá apoio mesmo quando eu estou errada, sempre me mostrando a direção certa; ele me trata como eu quero ser tratada, me trata como menina-mulher; ele entende que estou em tempo de mudanças e que neste período é comum eu estar um tanto confusa, mas sabe respeitar isto, apesar de às vezes questionar-me; ele é bom até quando sente ciúmes.
Já consigo perceber em você, os modos com os quais demonstram em você diversos sentimentos como, por exemplo, quando estamos no meio de uma conversa e quando, de repente, tem uma dúvida, mas nega se eu perguntar-lhe do que se questiona, porém quando o faz, percebo que teus olhos não correspondem às palavras que saem da tua boca.

Com todas estas qualidades, seria quase impossível não ficar louca por você, e sei que você tem me correspondido isso, talvez até mais do que eu mesma, mas enfim, tudo sempre será assim, tudo nas melhores vibrações, mesmo com as divergências, insisto em dizer que com você tudo se torna mais agradável.

Ahhh, o taaalzin do "AMOR"

0
Heita bicho arretado !

Chega assim sem avisar, não bate na porta e por mais trancada que ela estiver, ele dá um jeitinho de entrar. Aí pronto, se segure que o bicho vai pegar !
As vezes entra de mansinho  e vai se aproximando aos poucos, sem assustar, sempre observando o melhor jeito de não perder o ritmo. Outras vezes, chega feito um tufão, e causa desastres.
As vezes é paciente e alegre, outras vezes, é inquieto e perturba; as vezes dá a vida, outrora tira de muitos a vida; as vezes é forte feito uma pedra, outras é tão frágil quanto vidro; muitas vezes faz sorrir, noutro tempo faz sofrer.

Mas ele nunca quer saber, chega tão inesperadamente, que se nós não nos cuidarmos ele nos leva a loucura, é a causa de todas as maravilhas, no entanto, também dos muitos desastres, é valente e covarde, é prodigioso, é gostoso.

Ahhh! Esse "AMOR" que nos faz suspirar, que nos dá calafrios e arrepios, que nos revigora, que nos dá força, que não tem limites.

AMOR, deixe-me provar do seu melhor, leve-me no melhor das tuas tentações, das tuas sensações.


Noovidade aquii ;*

0
Boom dia, boa tarde ou boa noite, êeita eu aquii para desabafaar, paara argumentar, criticar, dentre outras coisas que preteendo fazer neste bloguiinho. Também para lhes deixar atualizadas em relação a alguns assuntos tipicos de nós meniinas, e que na minha opinião deveeria saeer nas reportagens na TV, mas infelizmente isto não acontece, e quando acontece eles simplesmente falam de alguma forma que dê a nos entender que devemos deixar de fazer uma cassetada de coisas, por isto, aqui, como amiga e adolescente, eu, vou deixar-lhes atentas a alguns cuidados e pela minha experiência tiras algumas dúvidas da cabeciinha de vcs.

Bjocaas e até o próximo post   ;*