Pages

11 de nov de 2010


Ahhh, o taaalzin do "AMOR"

0
Heita bicho arretado !

Chega assim sem avisar, não bate na porta e por mais trancada que ela estiver, ele dá um jeitinho de entrar. Aí pronto, se segure que o bicho vai pegar !
As vezes entra de mansinho  e vai se aproximando aos poucos, sem assustar, sempre observando o melhor jeito de não perder o ritmo. Outras vezes, chega feito um tufão, e causa desastres.
As vezes é paciente e alegre, outras vezes, é inquieto e perturba; as vezes dá a vida, outrora tira de muitos a vida; as vezes é forte feito uma pedra, outras é tão frágil quanto vidro; muitas vezes faz sorrir, noutro tempo faz sofrer.

Mas ele nunca quer saber, chega tão inesperadamente, que se nós não nos cuidarmos ele nos leva a loucura, é a causa de todas as maravilhas, no entanto, também dos muitos desastres, é valente e covarde, é prodigioso, é gostoso.

Ahhh! Esse "AMOR" que nos faz suspirar, que nos dá calafrios e arrepios, que nos revigora, que nos dá força, que não tem limites.

AMOR, deixe-me provar do seu melhor, leve-me no melhor das tuas tentações, das tuas sensações.

0 comentários:

Postar um comentário

ée meeu, ée seeu, ée nosso ;*